O fim do mundo em outubro de 2022: você acredita?

Quem sou
Alejandra Rangel
@alejandrarangel
Autor e referências

Temendo um impacto cósmico, a NASA irá em uma missão em 2020 para desviar um asteroide de seu caminho. O suficiente para alimentar, até então, as teorias dos 10% de canadenses que acreditam na iminência do fim do mundo !
 
A organização voltará a voar para o espaço para desviar de sua rota o asteroide binário Didymos, que tem um corpo de 780 m de diâmetro. Para chegar lá, a NASA vai colidir com Didymoon, uma lua que orbita Didymos, cujo tamanho de 160 m equivale à altura da pirâmide de Quéops.
 
O impacto da sonda está previsto para outubro de 2022, a uma velocidade de cerca de seis quilômetros por segundo. Se a operação funcionar, Didymoon será considerado o primeiro objeto do sistema solar a ser desviado de sua órbita de forma mensurável pelo esforço humano. 
 
Esta nova missão, denominada Double Asteroid Redirection Test (DART), é também “a primeira demonstração da técnica de impacto cinético para alterar o movimento de um asteroide no espaço”, podemos ler no site da Nasa. Será feito em colaboração com a Agência Espacial Europeia (ESA), que estudará em 2026 as consequências da colisão.
 
“Os resultados gerais de ambas as missões devem fornecer uma base para o planejamento de futuras estratégias de defesa planetária, oferecendo insights sobre o tipo de força necessária para mudar a órbita de qualquer asteroide que se aproxima e melhor compreensão de como essa técnica poderia ser aplicada se uma ameaça real fosse acontecer”, explica-se no site da Agência Espacial Europeia.
 
De fato, o DART tem mais a ver com realizar testes do que proteger a própria Terra. Embora os riscos de um impacto cósmico com Didymos não sejam zero, eles permanecem muito baixos. 





Você também vai gostar

  • NASA carrega novo banco de imagens impressionante
  • NASA descobriu 7 planetas parecidos com a Terra
  • O que aconteceria se a Terra fosse atingida por um asteroide?
Adicione um comentário do O fim do mundo em outubro de 2022: você acredita?
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.